quinta-feira, 17 de setembro de 2009

A vida é Mahalia.

A vida é mahalila, um grande jogo.
Sendo jogo, deveríamos nos divertir muito mais, rir mais, ser mais leves, mais brincalhões.
E nos envolvermos menos com os diversos papéis que cumprimos, pois eles são apenas isso:
personagens de um grande espetáculo.
Em francês, a palavra usada para o ato de representar é “jouer”.
Em inglês, “to play”. Ambas também significam jogar, brincar.
Se levássemos a vida menos a sério, talvez fôssemos mais felizes...
As coisas são como são porque não podem ser diferentes.
Nossa tentativa de buscar uma causa para tudo é que faz com que soframos.
Quando algo vai mal, pensamos em por que isso aconteceu comigo? O que fiz para merecer isto?
Por que eu? Por que?
Buscar causas para tudo é individualizar demais os fatos da vida....
Mais do que saber as causas, o importante é continuar o jogo. Tenha certeza: nada é pessoal!
Deus está ocupado demais pra te culpar ou castigar. As outras pessoas também estão ocupadas demais
tentando jogar o jogo delas.
As coisas são assim porque são, porque de alguma maneira você escolheu passar por isto para evoluir, para aprender.
Namaste...

Um comentário:

  1. Vá de bike!
    é saudável também, e é mais divertido do que andar a pé...

    ResponderExcluir